História

A Casa de Campo Recanto Fazendinha

Construída com materiais de demolição, a Casa de Campo Recanto Fazendinha recriou o estilo e a época da Fazendinha, fazenda que homenageia com o nome e da qual o Recanto é uma parte. As cores de suas portas e janelas, pintadas em azul colonial e amarelo, e o artesanato mineiro da decoração, lembram na Casa a presença dos mineiros que ali criaram novas raízes. O ciclo do café, também ligado à história da propriedade, é referenciado no forro da Casa, confeccionado em sacaria de juta com a marca Café do Brasil. Os proprietários, o casal de professores Rosano e Maria Inês, "garimparam" madeiras, tijolos, telhas, esquadrias e outro materiais, de modo que a natureza ali só contribuiu com o verde, as montanhas e os pássaros que a circundam. Além disso, a natureza foi recriada com o plantio de árvores e flores, já que a Casa foi erguida em área desmatada. Inicialmente criada para local de lazer familiar, a Casa de Campo logo encontrou sua vocação. Quem conhecia queria ficar. Voltava e trazia amigos. Algumas pessoas contribuíram de forma marcante para que a Casa adquirisse o aspecto que tem hoje e, por isso, dão nome a espaços que, de alguma forma, ajudaram a criar. As portas da Casa de Campo Recanto Fazendinha foram abertas para que seu lazer seja desfrutado com todos seus sentidos. Venha e aprecie a paisagem, sinta o aroma do campo, o clima ameno e mais frio no inverno, ouça o canto dos pássaros e saboreie a deliciosa comida caipira, servida em fogão de lenha.

A Região

A 3 km da Casa de Campo Recanto Fazendinha, a história da cidade continua a ser contada pela sede da Fazenda Boa Vista. Seu portal assinala o ano de 1852 como o de construção da imponente casa assobradada com 70 janelas. Apesar do atual estado de conservação, seu interior conserva os diversos quartos em alcovas e os salões, palco de festas e saraus. Exibe ainda roda d´água importada da Inglaterra para aqueduto, extenso terreiro onde o café era posto para secar e muro em taipa de pilão que contorna a sede da fazenda. A fazenda vizinha tornou-se conhecida como Fazendinha. Como a Fazenda Boa Vista, dedicava-se ao plantio de algodão, matéria prima que fornecia para a Fábrica de Tecidos Santo Antonio (1ª indústria têxtil do estado de São Paulo) que se situava próxima (hoje, rodovia Osvaldo Cruz, na altura do km 50). Em meados do século XX, a Fazendinha foi comprada pelo Sr. João José dos Santos e sua esposa, que vieram de Minas Gerais para o lugar, com sua família. A atividade da fazenda foi orientada para a pecuária leiteira. Sua sede faz, hoje, parte da paisagem do Recanto. Parte da herança de um dos filhos foi vendida ao casal Rosano e Maria Inês. Assim foi construído o Recanto Fazendinha: um lugar onde a tranqüilidade e a natureza propiciam um clima de bem-estar que a vida urbana já não pode oferecer.

A cidade de São Luiz do Paraitinga

PARAHYTINGA - De origem indígena: Da língua Tupi-Guarani - "Águas Claras". Fundada em 1769, São Luiz do Paraitinga deve seu nome ao padroeiro, São Luiz, e ao rio Paraitinga, onde havia um entreposto utilizado pelos bandeirantes. Situada na Serra do Mar, entre as cidades de Taubaté e Ubatuba, abriga o maior conjunto arquitetônico tombado do estado de São Paulo. Seu patrimônio histórico-cultural inestimável conta a história da riqueza que a cidade viveu no século XIX. Ficou conhecida, nesse período, como "celeiro do Vale do Paraíba, pelo desenvolvimento da agricultura de feijão, milho e mandioca. No século XX, a pecuária passou a ser a principal atividade econômica. A história da cidade manifesta-se nas festas tradicionais e no modo de vida caipira que ainda resistem. De forte influência católica e com seu auge econômico durante o século XIX, o folclore de São Luiz do Paraitinga mistura, aos ritos cristãos, influências culturais dos escravos. A Festa do Divino, realizada anualmente 50 dias após a Páscoa, é formada por apresentações de grupos de moçambique, jongo e congada, intercaladas com procissões, rezas e missas. Destacam-se, ainda, os grupos de Folia de Reis. Entre os filhos ilustres do município, destacam-se o sanitarista Oswaldo Cruz, cuja casa encontra-se preservada, o músico Elpídio dos Santos, compositor preferido do cineasta Mazzaroppi e o grande cientista Aziz Ab´Saber.

Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga