Memorial da Alma

Histórias de quintais e de família
A primeira professora
Caneta bic, lápis de cor, estojo, apontador
Escola de dois andares
Menina separada de menino
Redações à vista de gravura
Entrada aos pares (não sou ilha!)
Sino, livro de leitura

Uniforme, horário, lugar marcado
Cartilha Caminho Suave
Só lá vi uma zabumba
Só lá tive avô que viu a ave
Novos caminhos, sozinha e a pé
No Grupo Escolar Dr. Lopes Chaves
Ler, escrever, querer e aprender
Com Dona Maria José

Ampliação do contato humano
Hoje, donas de casa, bancárias,
professoras, empresárias,
secretárias, gerentes.
Amigas queridas desde o primeiro ano
Aprendemos juntas lição de ser gente.

Ginásio, Estadão, cheguei lá!
5000 alunos e classe mista!
Estávamos lá, de todos os cantos da cidade,
tão iguais na humanidade
Ávidos de aceitação, de crescer,
ser do grupo, fazer parte.

Educação física, uniforme cinza, cinto vermelho
Que horror, meia até o joelho
Que vergonha, que nada, era a melhor escola
Pro uniforme, nem dou bola
Escola particular (PPP: papai pagou, passou),
mas no Estadão, só aluno bom

Ah, mas Deus, ainda estudo à tarde
No período da manhã, só no último ano
Quando vou fazer quatorze anos?
Finalmente: Cine Palas,
show com Vinícius e Toquinho,
baile com "Os Incríveis"!

Quantas casas abrigaram minha vida em formação
Ricas de acolhida e tão diferentes na mobília
Sábios pais, mães e avós de amigos,
alguns até formados
Educados, não me lembro de grosseria
E a escola era a casa da democracia.

A Telma e Marisa
inteligência e doçura jamais esquecidas

Maria Inês
fev/2005


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga