Apresentação

Minha mãe foi batizada como Ilmen e, aos 15 anos, por obra de um escrivão, passou a se chamar Ismênia. Continua Ilmen para os familiares e amigos de infância e mocidade. Filha de jornalista, sempre gostou de contar histórias interessantes sobre a família, sua cidade, fatos da história e da política. Hoje tem 87 anos de sabedoria e atualidade. As frases abaixo são algumas pinceladas dessas histórias, que escrevi como dedicatória do caderno em branco que dei a ela, em 1992, para que as registrasse. Neste Espaço Literário aparecerão na cronologia da sua memória, com a data em que foi escrito cada trecho. Apenas os títulos foram acrescentados, porque inexistem nos manuscritos.
24/09/2007

"Lá vai a Ismênia com as suas jóias."
(De uma senhora sobre a mamãe em passeio com os filhos)

"A minha alegria impulsionava a máquina da vida e dava à minha família uma grande confiança nela própria."
(tia Dada)

"O Coringa não podia ver a mamãe ir para o portão calçada de sapatos, que ele já sabia que ela ia sair."
(Ilmen)

"Cedo para ir embora?! Mas quando eles chegaram já era tarde!"
(Tio Lula)

"E foi uma comissão de mulheres lá em casa pedir que a mamãe voltasse a trabalhar pela Revolução de 1932..."
(Ilmen)


Histórias de pessoas que amam a vida, a família, a sua terra...Pessoas que compõem uma história que vale a pena ser contada.


Com amor e admiração
Sua filha, Maria Inês
Dezembro/92"


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga