Os bancos da praça central

Faz tempo que não registro aqui fatos da memória uchoense. Relendo o "capítulo jornal", sua influência na vida da cidade é forçoso lembrar que os primeiros bancos do jardim da praça central "Conselheiro Antônio Prado" nome dado ainda por sugestão do "O Direito", foram doados pelo comércio local através de campanha do nosso jornal. Quem for à praça que, em homenagem leva o nome do pai, José Baptista de Carvalho - Jornalista - verá ali os bancos pioneiros; "Farmácia Lainetti"; "O Direito", "Casa Fernandes", e outros.

E, se alguém vislumbrar interesse pela história local poderá se informar sobre pessoas da época. Naturalmente um contemporâneo do Sr. Manoel Fernandes há de lhe fazer conhecer como ele era assíduo frequentador das sessões de cinema, nas quais extravasava em voz alta suas emoções com o filme. (Ai! Cine central, o nosso Cine Paraíso!) Emoções com o sotaque português...

E o nosso personagem curioso também saberia do querido Ernesto Lainetti, farmacêutico radicado na cidade e inventerado e cobiçado solteirão.

Morreu moço; muito doente hospitalizado em Campinas, veio a Uchoa para uma despedida, talvez. A cidade desfilou diante dele em visita de saúde. Eu bem me lembro de vê-lo, sentado numa poltrona, abatido no corpo, mas de semblante comovido pelo carinho de todos, num sorriso acolhedor. Foi junto com mamãe, ela que devia a ele a descoberta da doença que, tratada a tempo, ainda lhe proporcionou mais seis anos de vida.
Ernesto era grande amigo do papai, foram sócios na compra da fazenda do Nicolau Salum, no Córrego da Paca, em bairro rural de Uchoa. Foram amigos de verdade.

Num simbolismo, os bancos antigos na praça atual, (com o nome do papai, perto da estação) companheiros na presença, ainda reúnem os velhos amigos. Qual seria sua apreciação sobre a Uchoa, a gente de hoje, o país do momento?

13/09/94


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga