Professores Notáveis

Manuel Bandeira soube dizer:

"Quando comparo esses quatro anos de minha meninice a quaisquer outros de minha vida de adulto, fico espantado do vazio destes títulos em cotejo com a densidade daquela quadra distante." (Itinerário de Pasárgada).

Eu não diria assim com tanta exclusividade nem liberdade. Consciente ou não o conteúdo do curso primário teria sido, na certa, a formação básica da criançada do nosso tempo. O Grupo Escolar era o centro luminoso, o "templo do saber", como se lia nas poesias e composições. Era a Escola irradiando conhecimento, despertando curiosidades e anseios pelo mundo, chamando para a idéia da universalidade do indivíduo.

Não é de admirar figuras de professores que marcaram sua passagem por Uchoa, começando pelos meus (ou minhas professoras):

Da. Joaninha (Joana Castilho de Andrade, de A Carlos, prima de D. Ló Castilho, de Catanduva) - 1º ano;

Da. Nenê (Maria das Dores Osório, de Cajuru) - 2º ano;

Da. Lourdes Prestes de Albergaria, de meninice exemplar - 3º ano;

Da. Nenê, a mesma do 2º ano - 4º ano. Baixinha, mas dinâmica. Foi sob sua orientação que se formou o "time" de "basket" do grupo escolar onde pude jogar com empenho e dedicação. D. Nenê organizou um time também com as moças da cidade que se dispuseram para isso. Houvesse sempre outras D. Nenês ...);

Prof. José Magalhães - 4º ano do Acyr - querido pelos alunos que se mobilizaram para o protegerem, num provável entrevero com a direção da escola (isso eu ouvi do Acyr, em narração apaixonada de heroísmo provocado);

Prof. Francisco Robim de Moura, gordo, bonachão, padrinho de crisma do Jefi, meu irmão;

Prof. José Augusto Fessel, diretor até 1930, creio;

Prof. Artur Leite Carrijo, diretor, que chegou a ser delegado do Ensino, em Catanduva, quando eu, já casada, lecionava no "Paulo de Lima Corrêa".

Outros, é evidente, passaram e continuaram a passar por Uchoa, deixando, é meu desejo, a sua feliz circunstância na formação de cada discípulo que lhe foi entregue. O professor, como educador, é máquina impressora, tenha ou não de tal fato a consciência.

11/10/95


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga