Isabelinas

No capítulo das irmandades religiosas, houve a das Isabelinas, sob a proteção de Sta. Isabel, nossa padroeira. Foi criada pelo bispo D. Laffayette, para reunir as moças da sociedade que não tinham "vocação" para serem Filhas de Maria. O importante era agregá-las à Igreja, permitindo-lhes o acesso aos bailes, por exemplo, o que era proibido às moças Filhas de Maria.

Nosso bispo tinha bem consciência de que uma boa Isabelina poderia servir de modelo dentro dos eventos sociais. E não estava errado.
22/01/96


Uchoa (antiga Inácio Uchoa) é formada por dois espigões altos, descendo para o Córrego Grande, afluente do Ribeirão S. Domingos. Compreende a cidade propriamente dita, paróquia de Sta Isabel Rainha de Portugal, e o Bairro de S. Miguel, nome de seu santo padroeiro. São as partes separadas pelo Córrego Grande, mas se comunicam por uma ponte bem alta, para a minha visão de criança.

- Na capela de S. Miguel, no meio de uma praça, há imagem de S. Benedito, oferecida pela vovó Donana, mãe do papai, em cumprimento de uma promessa. Eu me lembro da missa de "entronização" da imagem na capela.

- As festas religiosas no Largo de S. Miguel eram muito concorridas, estendendo-se à parte profana com grande afluxo de povo. Ia-se a pé e era divertido voltar pela ponte, aos grupos, com muita conversa. O morro de S. Miguel fica bem o cavaleiro da cidade. Uma noite, ao voltar, vimos fogo fátuo no cemitério, avistado do alto.
28/01/96


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga