Alameda da Saudade

Ontem foi Dia de Finados. Uchoa tinha de sua "Alameda da Saudade", título dado, parece-me, por sugestão do papai para a via de acesso ao cemitério local. O portão de entrada ficava à beira da Avenida 1; a alameda se estendia, cercada de arame farpado, cortando os campos, 1 Km, suponho. Lado a lado, formando um túnel de sobra, altos eucaliptos protegiam os transeuntes da canícula do dia, na força do verão. Devo notar que as mudas dessas árvores foram doadas pelo papai que as recebera de alguém, não lhe sei precisar o nome.

Guardo uma lembrança pitoresca das visitas ao cemitério nesse dia. Ao longo do caminho, até o alto, havia os indefectíveis vendedores ambulantes. Era bens raro o passante que aparecesse na rua, saindo pelo portão, sem trazer nos braços uma pesada melancia. Parecia uma senha, um rito de passagem.
03/11/98


Voltar
Pousada Recanto Fazendinha - Estrada Municipal Santa Cruz do Rio Abaixo - Km 7,3 - São Luiz do Paraitinga